Foto: Reprodução/Polícia Civil

Quem acompanha as redes sociais há um tempo provavelmente já se deparou com o famoso bordão de Samara Mapoua, que ganhou destaque ao protagonizar algumas “discussões” com sua mãe, que insistia em chamá-la pelo nome de batismo, Yago Mapoua, e afirmar que ela period menino. No entanto, a história de sucesso da influenciadora com os vídeos teve um desfecho inesperado, culminando em sua prisão em flagrante.

A prisão e os detalhes do ocorrido

Na última terça-feira, Samara Mapoua foi detida na Avenida Brasil, altura da Penha, acompanhada de cinco amigos, após uma abordagem policial. Segundo relatos da Polícia Civil, durante a revista do veículo em que estavam, foi encontrada uma pistola calibre 380 marca Taurus com numeração raspada, além de 12 munições intactas e 6 celulares, escondidos sob o banco do carona.

A versão de Samara Mapoua e a decisão judicial

Em depoimento na 22ª DP (Penha), a influenciadora assumiu a propriedade da arma e alegou estar recebendo ameaças, justificando assim a necessidade de adquirir o revólver para sua proteção. No entanto, a prisão em flagrante resultou na conversão para preventiva durante a audiência de custódia, determinada pelo juiz Diego Fernandes Silva Santos. Além disso, Samara foi encaminhada para um presídio feminino até a conclusão das investigações.

Repercussão nas redes sociais e trajetória da influenciadora

Após a notícia da prisão, os tales do perfil de Samara Mapoua no Instagram, que conta com mais de 1,2 milhão de seguidores, foram inundados com gravações antigas e propaganda de jogos. A influenciadora, que iniciou sua carreira no mundo digital na Rocinha, recentemente adquiriu uma mansão em Campo Grande, segundo informações do Bom Dia Rio, da TV Globo.